6 Erros de Oratória em Apresentações de TCC

Oratória para TCC

Como evitar os erros em suas apresentações de TCC?

Antes de ler especificamente sobre os 6 Erros de Oratória Em Apresentações de TCC, abaixo estão outros posts sobre o tema que publiquei aqui no blog:

Vamos lá. Após acompanhar e notar algumas situações de erros comuns em bancas de monografias e trabalhos de conclusão de curso (TCC) nas quais participei, decidi dar algumas dicas para que você, possa estar mais preparado e se dar bem na sua apresentação de TCC.

Primeiramente, quero deixar claro que há muitos erros cometidos pelos alunos, mas resolvi elencar seis que acho são dramáticos e que podem prejudicar bastante a sua nota. No final do artigo, vou citar outros erros que considero mais secundários.

1. Não respeitar o tempo

Parece bobagem, mas uma banca de TCC geralmente é formada por professores de disciplinas variadas e por professores convidados. Então, a primeira coisa que você deve se preocupar é fazer a sua explanação dentro do tempo estipulado.

Esse tempo geralmente fica entre 15 e 20 minutos, mas pode variar de instituição para outra. Portanto, fique atento.

Dica: Para atacar a questão do tempo, se for monografia (sozinho) ou em grupo (TCC), ensaiar bastante é o melhor remédio. Parece bobagem mas já vi muitos alunos irem para uma banca sem terem ensaiado. Isso é um risco muito grande. Portanto, evite-o.

2.Não passar confiança

Neste quesito, há também uma gravidade. Toda a apresentação deve ser um momento de mostrar algo que você fez, e que portanto, sabe do que está falando.

Pense bem: você está assistindo a uma palestra e nota que o orador não parece saber nada do assunto, ou não demonstra argumentação lógica sobre o tema. Esse problema pode ser um entrave e você não vai deixar essa impressão passar para a banca, certo?

Mas por que isso ocorre? Por muitos motivos, mas para resumir, notei ao longo de 10 anos que há alunos que fazem uma monografia/TCC sem ter paixão pelo tema. Parece estranho, mas isso é muito recorrente e a chance de apresentar mal aumenta.

Dica: se você fez o seu trabalho do início ao fim, sabe o conteúdo de ponta a ponta, tem a anuência do orientador etc. o seu risco de não passar confiança diminui muito.

Outra Coisa: procure defender o seu tema com convicção e paixão!

Mas, caso você tenha nervosismo ou falta de confiança, leia este artigo que acho que vai te ajudar. Ele fala da importância da postura.

Uma outra questão é usar palavras assertivas, usando uma comunicação adequada, sem gírias, e sem vícios de linguagem ok? Esse é o ponto a ser tratado a seguir.

3.Erros de linguagem

Muitos estudantes universitários não dão importância a algumas questões que os professores falam ao longo do curso. Uma delas é a linguagem, a forma de falar.

Há muitos erros comuns como falar muitas gírias (ex.”tipo assim…”), erros de pronúncia (ex. “poblema”, “pobrema”), pleonasmos (ex.”subi pra cima”) etc e a lista é imensa. Para ajudar, veja esta dica.

Dica: Aqui não tem jeito. Você precisa pedir alguém de sua confiança (pode ser o orientador) para te dizer onde está errando. No seu ensaio, peça ao seu colega de dupla (TCC no caso) para lhe corrigir. Não vale ser arrogante nessa hora, tem que ter humildade.

4.Falta de entrosamento

A falta de entrosamento é um erro que percebo quando a dupla ou grupo não apresenta conexão entre os apresentadores. Isso é recorrente quando avalio apresentações.

Assim, este erro não deve atrapalhar sua apresentação, pois é fácil corrigi-lo.

Dica: Ensaie, ensaie e ensaie. Caso você identifique pontos que talvez o seu(s) colega(s) de trabalho tenham dificuldade, tente cobrir esse pontos se você puder.

Divida a sua apresentação mas não deixe que a banca perceba que cada um só sabe a sua parte. Isso pode levar o professor avaliador a questionar e perguntar se a pessoa X do grupo fez realmente o trabalho. Não deixe passar essa impressão!

Novamente, peça ao seu orientador para te acompanhar. Caso o seu orientador não tenha condições, pense em algum outro professor que possa ajudá-lo.

5. Má postura/imagem

Os palestrantes hábeis sabem que a postura corporal é tão ou mais importante do que se está falando. Por isso, nos seus ensaios, tente identificar o que você precisa melhorar na sua postura.

Outra coisa é a imagem. A apresentação de TCC é uma situação que exige formalidades. Então, preocupe-se em estar vestido a caráter. Há cursos de graduação que exigem determinada roupa, como um terno (ex: o curso de Direito pode ser um deles), mas há outros em que uma camisa social e calça no caso dos homens, resolve (ex: talvez o curso de Engenharia).

Para evitar faltas ou exageros, converse com o coordenador do seu curso, seu orientador e com os alunos para sentir o timing de vestimenta que as pessoas usarão.

Dica: Grave sua apresentação. Isso mesmo. A maioria das pessoas atualmente tem um smartphone potente em termos de câmera e memória para gravar um vídeo. Assim, grave a si mesmo da cintura para cima e veja depois quais são as coisas que você precisa trabalhar, caso isso seja uma dificuldade para você.

Para a questão da vestimenta, não precisa falar que as mulheres devem evitar decotes, jóias muito chamativas e os homens tem que apresentar-se com sapatos engraxados, ternos e camisas sociais sem amassados, precisa?

Aqui a dica é usar o bom senso.

6. Confrontar a banca

Já vi casos de alunos brigando com a banca. Se tem uma coisa que muitas pessoas não aceitam hoje é a questão das críticas – que bom se esse não for o seu caso 🙂

Uma apresentação de TCC vai ter críticas, esteja certo. Certa vez, um professor que sempre orienta trabalhos acadêmicos me disse que se uma monografia/TCC é muito criticada é por que é bom trabalho e precisa de refinamentos. Verdade ou não, esteja pronto para receber críticas… e a aceitá-las!

Dica: não leve a questão para o lado pessoal. Ouça as sugestões dos avaliadores e aceite com humildade. Não é momento para estrelismos. Caso haja excessos, o seu orientador deve entrar em ação.

Ouça as críticas calmamente, mesmo que não concorde e não retruque a fala do examinador. Ao final da explanação do professor avaliador, geralmente os alunos têm a oportunidade de comentar as críticas (boas ou ruins). Seja humilde e diga que irá acertar o(s) erro(s) e até agradeça a crítica.

Outros erros:

  • Não cumprimentar a banca e a platéia (se for o caso);
  • Chegar atrasado;
  • Pedir desculpas (inclusive mais de uma vez);
  • Atender o celular;
  • Não demonstrar paixão ou depreciar o próprio tema etc.

Como prometido, dicas finais:

  • Estude muito o seu tema e coisas relacionadas a ele, mas treine sua capacidade de síntese para evitar o overload na hora da sua apresentação (famoso “deu branco”);
  • Tenha uma relação de parceria com o seu orientador;
  • Assista outras apresentações, incentive seus colegas e aprenda com os erros deles;
  • Seja receptivo a receber críticas de colegas e peça feedback de outros professores;
  • Fique atendo ao prazo para as modificações que a banca declarar – geralmente é um prazo curto e muitos pecam nisso.

Bom, acho que está bom por hora. Aqui nesse artigo, tentei te ajudar com as coisas que percebi ao longo de 10 anos em sala de aula que, se forem bem trabalhadas, vão garantir que sua apresentação seja muito bem sucedida.

Se esse artigo te ajudou, compartilhe com os seus colegas que precisam =D

Quer comentar? Fique à vontade!

Até breve.

Milhares de Pessoas Estão Conseguindo Vender Todos os Dias Usando Apenas o Perfil do Facebook!

Danilo Mota

Danilo Mota é professor e um empreendedor digital com a missão em ajudar pessoas a conseguir mais resultados através da internet.

Website: http://www.superedesafios.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *